Por que sonhar?

Por Fernando Vieira Filho (1)

Sempre que agendo uma 1ª consulta, solicito a meus clientes, que anotem seus sonhos para analisá-los. Alguns me perguntam por que o ser humano sonha? Qual a importância do sonho?
Ao responder, relato um experimento, que foi realizado na França, não me recordo quando, com quatro pessoas de profissões distintas: Um empresário, um professor, um médico, um lixeiro.
Na cabeça deles foram colados eletrodos, ligados a aparelhos de eletroencefalograma. Eles dormiam e, no momento em que entravam no 5º estágio do sono e começavam a sonhar, os pesquisadores acionavam um pulso elétrico, assim eles acordavam de imediato. Dois deles, o médico e o empresário, morreram na 3ª noite, na 4ª noite o professor faleceu. Na 5ª noite o lixeiro não resistiu. 
Essa pesquisa mostrou a importância do sonho para o equilíbrio físico e mental do homem e, que todos nós sonhamos quando dormimos. Quem diz que não, é porque não se lembra. 
O experimento, mostrou que sem sonhar o cérebro sobrecarrega, ao ponto de levá-lo a falência irreversível. Isso mostra que o sonho tem como função principal, “descarregar” o nosso cérebro, de problemas negativos, problemas grandes ou pequenos de nosso cotidiano, das estafas nervosas, frustrações, raivas etc.
Assim, acredito que o sonho é na verdade uma proibição permitida, quando sonhamos tudo é permitido. Tudo aquilo que gostaríamos de fazer, ter, ver ou ser e, não podemos por motivos éticos, morais, financeiros, culturais ou por qualquer outro motivo.
Portanto, digo a meus clientes, que nos sonhos noturnos, tudo podemos. Com isso, nos aliviamos interiormente, desabafamos de forma ampla e saudável para nossa vida do dia a dia.

(1) Fernando Vieira Filho é psicoterapeuta, é especialista em Terapia com Florais de Bach e autor do livro - Cure suas Mágoas e Seja Feliz! - Barany Editora - São Paulo 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário