DECEPÇÃO AMOROSA


Por Eliana Barbosa*

É impressionante o número de pessoas que ainda, em pleno século XXI, sofrem decepções amorosas. Isso me espanta, sabe por quê? Porque só se decepciona com um amor aquela pessoa que coloca “esse amor” acima de tudo em sua vida; aquela pessoa que não se ama em primeiro lugar, não se valoriza, e não entende que as idealizações a respeito do amor geralmente são muito perigosas.

Hoje, portanto, escrevo para todos aqueles que se encontram deprimidos ou revoltados por ter passado por uma decepção amorosa. Primeiramente, não diga que sofreu uma decepção e sim, viveu. Passou, e só representará sofrimento em sua vida se assim você quiser. Por isso, jamais sofra pelas perdas, porque elas, sistematicamente, trazem a semente de um benefício maior! Como diz um ditado: se perder, ganhe ao menos a lição! É preciso aceitação, tempo e paciência... e, mais ainda, exercitar o perdão, libertando-se das correntes do ódio e do desejo de vingança. Sim, porque se você permanecer na sintonia desses baixos sentimentos, você somente atrairá para sua vida mais problemas amorosos, um após o outro. Por isso, perdoar é uma grande atitude de inteligência.

E mais: nada acontece em sua vida sem que você, consciente ou inconscientemente, tenha dado permissão. Portanto, o que passou faz parte da sua história de vida, mas não lhe pertence mais. Agora, vida nova, colocando-se sempre como a sua melhor companhia e como a pessoa mais importante de sua vida. Nada de buscar um “salvador” ou uma “muleta” para você! Quando você se ama verdadeiramente, a sua segurança interior torna-se um ímã que atrairá para você pessoas também autoconfiantes e confiáveis. Entende isso? É tudo uma questão de sintonia e isso só depende de você e dos seus pensamentos em relação ao amor. Mas, por favor: pés no chão, sabendo que a perfeição, em qualquer área da vida, ainda não faz parte deste mundo.

E, neste recomeçar, guarde bem: o grande segredo para evitar uma decepção amorosa é saber visualizar - não idealizar - para a sua vida sempre o melhor, acreditar que você merece o melhor, mas colocar as suas expectativas sobre você e não sobre o outro - o seu amor. Não é o outro que pode melhorar ou piorar a sua vida – é você mesmo!!! Na verdade, você é responsável apenas por suas escolhas e se as atitudes daquele que você ama não combinam com aquilo que você acredita que merece receber – o melhor – não se decepcione, não! Deixe-o ir... Desapegue-se... Não há sentimento mais triste e humilhante do que estar ao lado de quem não o quer bem!



*Eliana Barbosa é Consultora em Desenvolvimento Humano, Psicoterapeuta Holística, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional, autora dos livros “ACORDANDO PARA A VIDA – Lições para sua transformação Interior” , “O ENIGMA DA BOTA – Enfrentando a sucessão empresarial com equilíbrio e sabedoria” e " CARA A CARA com Alguém muito Especial" ( todos pela Novo Século Editora), produtora e apresentadora de programas motivacionais em TV e rádio, e ministra palestras e cursos transformacionais sobre desenvolvimento pessoal e profissional.

Contatos: elianaconsultora@terra.com.br / www.elianabarbosa.com.br

(Por favor, com ética e honestidade, respeite os direitos autorais; ao repassar, mantenha os dados da autora).

Indique este Blog!
Protected by Copyscape Duplicate Content Checker

Nenhum comentário:

Postar um comentário